2015/12/31

«Prévia do Programa Rota da Inovação versão português»





«Clodoaldo Araujo foi a Finlândia gravar o programa piloto da série Rota da Inovação que promete a estreia da primeira temporada este ano na Rede Record News.» (Rota da Inovação - Clodoaldo Araujo)





Uma inovação

2015/12/30

«Cerimonia Lideres Inovadores 3ª Edicao»





«Cerimónia de Encerramento e Entrega de Diplomas da 3ª Edição do Programa Líderes Inovadores, que teve lugar no dia 24 de abril 2013 no Pavilhão do Conhecimento. Oitenta e nove Diretores de Escolas de todo o País concluíram com sucesso o programa de formação em liderança e gestão escolar, uma iniciativa conjunta da Microsoft Portugal e do Ministério da Educação e Ciência.» (Microsoft Portugal)





Um inovador

2015/12/29

«O lugar da liderança, o local da autoridade»





«Apresentador: Abílio Neto

»Convidado:

»João Pedro Cravid - aspirante a oficial de polícia.

»Abílio Neto recebe João Pedro Cravid, estudante no Instituto Superior de Ciências Policiais e de Segurança Interna, para um debate sobre o sentido vocacional de serviço público e formação ética apropriada. Não perca:

»00:23 - Conversa com o convidado.

»34:23 - Espaço Notícias STPtv.

»45:58 - Sugestões de Abílio Neto.» (STPtv)





Administração Pública e inovação

2015/12/28

Newsletter L&I, n.º 84 (2015-12-28)



n.º 84 (2015-12-28)


Administração Pública e inovação | Administración Pública e innovación |
Administration Publique et innovation | Public Administration and innovation

Um inovador | Un innovador | Un innovateur | An innovator

Uma inovação | Una innovación | Une innovation | An innovation

A execução da inovaçao | La ejecución de la innovación | L’exécution de l’innovation |
The innovation execution



Index


Liderar Inovando (BR)

«Em Discussão - Ciência, Tecnologia e Inovação» [web 1/3] [web 2/3] [web 3/3] [intro]
«O uso da tecnologia na educação é bom ou ruim?» [web] [intro]
«Direito, Inovação Tecnológica e o desafio das novas tecnologias | BioTecJus» [web] [intro]
«Inovação na Educação: Como a tecnologia tem impactado a educação no Brasil» [web] [intro]

Liderar Inovando (PT)

«Navegando em Portugal no mar azul da inovação | Rodrigo Adão da Fonseca» [web] [intro]
«Inovação em Portugal | "Produzimos conhecimento mas não o transformamos em bens transacionáveis"» [web 1/2 (resumo)] [web 2/2 (vídeo completo)] [intro]
«A escola sem paredes - Amorim Lima | Ana Elisa de Siqueira» [web] [intro]
«INOCOP - Inovação e Melhoria da Performance do Cluster Automóvel» [web] [intro]

Liderar Innovando (ES)

«Gestión de la innovación sanitaria no tecnológica» [web] [intro]
«Ecuador, decidido a romper dependencia tecnológica con otros países» [web] [intro]
«Activanet - Una red social para innovadores y emprendedores tecnológicos» [web] [intro]
«Innovación social y sanidad | Ponencia de Elena Urdaneta en el #Foro2ISJOVESOLIDES ESPAÑA» [web] [intro]

Mener avec Innovation (FR)

«Conférence ASIT et l'innovation non technologique» [web] [intro]
«NBIC Le grand gouroux du transhumanisme» [web] [intro]
«L'innovation technologique n'existe pas» [web] [intro]
«L'innovation technologique peut-elle contribuer à une pêche durable?» [web] [intro]

Leadership and Innovation (EN)

«Educational Innovation through Collaboration | Jason Pasatta» [web] [intro]
«The Alibaba Effect: #FICOD15 opening - Porter Erisman, worldwide e-commerce specialist» [web] [intro]
«Harnessing innovative technology to open access to law and justice | Gerald Abila» [web] [intro]
«White House Energy Summit Panel: Role of Foundations in Clean Energy Innovation» [web] [intro]

Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial 4.0 Internacional








2015/12/26

«INOCOP - Inovação e Melhoria da Performance do Cluster Automóvel»





«O projecto INOCOP - Inovação e Melhoria da Performance de Empresas do Cluster Automóvel em Portugal desenvolveu-se entre 2005 e 2010 promovido pela GLOBAL CHANGE financiado pelo Programa de Iniciativa Comunitária EQUAL. 

»O projecto teve como objectivos: 

»- Contribuir para o reforço da competitividade de um grupo de empresas fornecedoras do cluster automóvel através do fomento da cooperação empresarial intersectorial;

»- Fomentar a cooperação entre as empresas envolvidas através da criação de comunidades de prática em domínios de conhecimento não competitivos;

»- Fomentar práticas de cooperação entre dirigentes e técnicos das empresas participantes que permitam o desenvolvimento conjunto de projectos de I&D;

»- Criar um repositório de conhecimento comum (sistema on-line) em domínios de conhecimento não competitivos;

»- Conceber um modelo de melhoria da performance das empresas baseado na incorporação do conhecimento nos produtos e processos de negócio;

»- Conceber, testar e editar instrumentos e recursos pedagógicos de apoio à cooperação empresarial intersectorial e à criação das comunidades de prática;

»- Disponibilizar uma plataforma colaborativa que permita o desenvolvimento das comunidades de prática criadas.

»- O projecto pretendeu reforçar a cultura de cooperação entre empresas dos diferentes sectores do cluster, promovendo a criação de comunidades trans-sectoriais, um repositório comum de conhecimentos não competitivos e do desenvolvimento de projectos comuns de I&D.

»Através da compreensão do funcionamento e do papel das Comunidades de Prática (CdP) nas empresas do cluster foi possível desenhar um modelo de melhoria da performance baseado na incorporação de conhecimento nos produtos e processos de negócio. O principal enfoque esteve na interacção entre as CdP e as equipas de I&D das várias empresas. Um pressuposto base do projecto é o de que a transposição de fronteiras e silos organizacionais e sectoriais, combinada com a experiência dos colaboradores das empresas do cluster constituídos em CdP são o meio através do qual pode ser criado um valor extra, para além do valor da promoção do conhecimento dentro do respectivo domínio de prática.

»Promotor: GLOBAL CHANGE Consultores Internacionais 

»Parceiros: AFIA - Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel; ADETTI - Associação para o Desenvolvimento das Telecomunicações e Técnicas de Informática; CENTIMFE - Centro Tecnológico da Indústria de Moldes, Ferramentas Especiais e Plásticos; CITEVE - Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal; INETI - Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação; IESE - Instituto de Estudos Sociais e Económicos, C.R.L.» (Pedro Neves)





A execução da inovaçao

2015/12/24

«A escola sem paredes - Amorim Lima | Ana Elisa de Siqueira»





«Inspirada na Escola da Ponte, em Portugal, a Escola Municipal Desembargador Amorim Lima implantou um novo projeto pedagógico, criado pelos professores, coordenadores, pais e alunos, com práticas inovadoras, sem a divisão tradicional por séries e idades, sem provas, com currículo flexível e sem paredes! Ana Elisa de Siqueira - diretora da Amorim Lima.» (tvsala)





Uma inovação

2015/12/23

«Inovação em Portugal | "Produzimos conhecimento mas não o transformamos em bens transacionáveis"»






«Em parceria com o Instituto de Economia e Gestão, no passado dia 19 de Setembro, António Campinos, Presidente da Organização Europeia das Marcas e Desenhos Comunitários comentou o livro da autoria de Manuel Mira Godinho, A Inovação em Portugal.

»Seguiu-se o debate moderado por Carlos Fiolhais, com a participação de Gonçalo Quadros, CEO da Critical Software, Jaime Andrez, ex-presidente do IAPMEI e do INPI.

»Veja o video completo da sessão em http://youtu.be/eCX9GvY-HAM

»Consulte este e outro vídeos em www.ffms.pt» (ffmspt)





Um inovador

2015/12/22

«Navegando em Portugal no mar azul da inovação | Rodrigo Adão da Fonseca»





«Navegando em Portugal no mar azul da inovação | Rodrigo Adão da Fonseca | TEDxMatosinhos.

»É um utópico prático. Rapaz certinho, trilhou um percurso conservador mas fixe no sistema financeiro. Chegado ao topo da carreira bancária, fartou-se, deu o grito do Ipiranga e decidiu começar literalmente tudo de novo.

»Partiu para a IESE Business School onde frequentou o GEMBA, que o levou até Espanha, EUA e Índia. Aprendeu Finanças, Estratégia, Marketing e Inovação. Depois de partir pedra como CEO da Edisoft, ETI e EID, juntou-se à portuguesíssima TEKEVER, uma das empresas mais inovadoras no panorama europeu, porque lhe apetecia ser feliz.

»Um dia leu que “as ideias têm consequências”. Sem filiações partidárias mas com forte sentido de militância cívica cultiva a polémica e o debate nas redes sociais, ou quando o convidam, em órgãos de comunicação tradicionais.

»Viveu entre Portugal, Espanha, Angola, EUA, e o ciberespaço, acreditando que poucas coisas nos enriquecem mais do que a amizade, respirar no mundo a diferença e viver em função dos outros. Guarda o Porto e Luanda no coração.

»É um utópico prático. Rapaz certinho, trilhou um percurso conservador mas fixe no sistema financeiro. Chegado ao topo da carreira bancária, fartou-se, deu o grito do Ipiranga e decidiu começar literalmente tudo de novo.

»Partiu para a IESE Business School onde frequentou o GEMBA, que o levou até Espanha, EUA e Índia. Aprendeu Finanças, Estratégia, Marketing e Inovação. Depois de partir pedra como CEO da Edisoft, ETI e EID, juntou-se à portuguesíssima TEKEVER, uma das empresas mais inovadoras no panorama europeu, porque lhe apetecia ser feliz.

»Um dia leu que “as ideias têm consequências”. Sem filiações partidárias mas com forte sentido de militância cívica cultiva a polémica e o debate nas redes sociais, ou quando o convidam, em órgãos de comunicação tradicionais.

»Viveu entre Portugal, Espanha, Angola, EUA, e o ciberespaço, acreditando que poucas coisas nos enriquecem mais do que a amizade, respirar no mundo a diferença e viver em função dos outros. Guarda o Porto e Luanda no coração.

»This talk was given at a TEDx event using the TED conference format but independently organized by a local community. Learn more at http://ted.com/tedx» (TEDx Talks - TEDxMatosinhos)





Administração Pública e inovação

2015/12/21

Newsletter L&I, n.º 83 (2015-12-21)



n.º 83 (2015-12-21)


Administração Pública e inovação | Administración Pública e innovación |
Administration Publique et innovation | Public Administration and innovation

Um inovador | Un innovador | Un innovateur | An innovator

Uma inovação | Una innovación | Une innovation | An innovation

A execução da inovaçao | La ejecución de la innovación | L’exécution de l’innovation |
The innovation execution



Index


Liderar Inovando (BR)

«Empreendedorismo + Tecnologia + Inovação Social: Um giro pelo mundo» [web] [intro]
«Transformação social através do design de interação - H.D. Mabuse» [web] [intro]
«Tecnologia Social - Brasilianas.org debate o papel da transformação social» [web] [intro]
«Transformação social com a robótica: Henrique Foresti» [web] [intro]

Liderar Inovando (PT)

«Transformação Social e Igualdade de Gênero: O Poder da Educação | Gina Vieira» [web] [intro]
«UAL aposta em projecto inovador» [web] [intro]
«Os desafios globais da Educação Universitária e o papel da Inovação e do Empreendedorismo!» [web] [intro]
«Outro Feminismo ou Pós-Feminismo» [web] [intro]

Liderar Innovando (ES)

«Novagob2015 Sesión Técnicas y tecnologías para transformar la administración» [web 1/3] [web 2/3] [web 3/3] [intro]
«“Grandes Innovadores Latinoamericanos”. Oppenheimer Presenta. #1436» [web] [intro]
«La forma en que Steve Jobs cambió el mundo» [web] [intro]
«La innovación es la respuesta» [web] [intro]

Mener avec Innovation (FR)

«Transformation d'une entreprise publique, X. Quérat-Hément» [web] [intro]
«Innovation, intelligence économique et industrie pharmaceutique - Fabienne Berthet» [web] [intro]
«Les Matins de France Culture - Innovation ou partage des richesses: quelle gouvernance économique pour la France?» [web] [intro]
«Tristan Nitot - "Le logiciel libre et le web au service du changement social"» [web] [intro]

Leadership and Innovation (EN)

«Design Thinking, Social Change and Governance Revolution in India feat. Vivek Srinivasan» [web] [intro]
«Future Day - John Smart Interview» [web] [intro]
«Clayton Christensen on disruptive innovation - Clarendon Lectures» [web] [intro]
«Smart society & Collaborative city. CC 2 - Social innovation» [web] [intro]

Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial 4.0 Internacional








2015/12/17

«Os desafios globais da Educação Universitária e o papel da Inovação e do Empreendedorismo!»





«CRED-DM - Reflexões ao Cair da Tarde.

»Dia 25 de Março - Quarta-feira, 18h30, Fundação Rui Cunha, R/C.

»Oradores:

»- Filipe Castro Soeiro, Professor, Investigador e Coordenador do Entrepreneurship and Innovation Programme na Universidade Europeia - Laureate International Universities.

»- Paulo Rego, CEO Plataforma Macau.

»Conferência em Português com tradução para cantonense.

»Com esta conferência pretendemos chamar a atenção para:

»- O potencial que a educação tem como função de reflexão cultural, social e económica;

»- A inovação enquanto processo de criação de valor para o cidadão e para a sociedade; e,

»- O empreendedorismo como actividade de transformação da vivência humana.» (CRED-DM)





Uma inovação

2015/12/16

«UAL aposta em projecto inovador»





«UAL aposta em projecto inovador - Capital Humano Ep.46.

»José Amado da Silva, reitor da Universidade Autónoma de Lisboa.

»Com mais de 12 mil vagas por ocupar nas universidades públicas, e com o agravar da crise económica cresce o receio nas universidades privadas de uma possível quebra da procura.

»A Universidade Autónoma de Lisboa quer afirmar-se com um projecto diferente e inovador no ensino superior português explica o novo reitor da UAL, o antigo presidente de um dos mais importantes reguladores portugueses, a ANACOM.» (Económico TV - Informação com Valor)





Um inovador

2015/12/15

«Transformação Social e Igualdade de Gênero: O Poder da Educação |
Gina Vieira»





«Transformação Social e Igualdade de Gênero: O Poder da Educação | Gina Vieira | TEDxUniversidadedeBrasília.

»Transformação Social e Igualdade de Gênero: O Poder da Educação. Em meio a uma difícil realidade da cidade satélite de Ceilândia, a Professora Gina Vieira decidiu revolucionar o ensino da sua comunidade com uma proposta inovadora e eficiente de educação. A aproximação com seus alunos, a habilidade em tornar os problemas em soluções e o incansável desejo em transformar o olhar sobre as mulheres levaram a um resultado espetacular!

»Gina Vieira Ponte de Albuquerque é professora efetiva da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal desde abril de 1991 e é especialista em Educação a Distância e em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escolar pela Universidade de Brasília. Pela realização do Projeto Mulheres Inspiradoras ganhou dois prêmios nacionais: primeiro lugar no 4º Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos e no 8º Prêmio Professores do Brasil.

»This talk was given at a TEDx event using the TED conference format but independently organized by a local community. Learn more at http://ted.com/tedx» (TEDx Talks - TEDxUniversidadedeBrasília)





Administração Pública e inovação

2015/12/14

Newsletter L&I, n.º 81-82 (2015-12-14)




Administração Pública e inovação | Administración Pública e innovación |
Administration Publique et innovation | Public Administration and innovation

Um inovador | Un innovador | Un innovateur | An innovator

Uma inovação | Una innovación | Une innovation | An innovation

A execução da inovaçao | La ejecución de la innovación | L’exécution de l’innovation |
The innovation execution



Liderar Inovando (BR)

«Inovação para Transformação» [web] [intro]
«O servidor e a administração pública no Estado contemporâneo» [web] [intro]
«Reformas habitacionais e transformação social: Fernando Assad» [web] [intro]
«Comunicação Como Ferramenta para a Transformação Social | Nádia Rebouças» [web] [intro]

Liderar Inovando (PT)

«O Portugal Democrático» [web] [intro]
«Robótica e Inovação Social - Entrevista com Prof. Pedro Lima» [web] [intro]
«Raízes - Programa de Inovação Social da Fundação Dom Cabral» [web] [intro]
«Economia Social em Portugal» [web] [intro]

Liderar Innovando (ES)

«Innovación y gestión del cambio en nuestras Administraciones Públicas» [web] [intro]
«Directivos 2.0 innovación y productividad social para tiempos de cambio. Alfonso Alcántara» [web] [intro]
«Emprendizaje en equipo, eje del cambio social: Iñigo Blanco» [web] [intro]
«La Biblioteca como espacio de innovación y aprendizaje colaborativo - Chris Coward» [web] [intro]

Mener avec Innovation (FR)

«Santé, mortalité, vieillissement, enjeux actuels: une table-ronde de l'Ined» [web] [intro]
«L'entrepreneur, principal agent de changement social: Patrick Chassagne» [web] [intro]
«Frédéric Mazzella (Blabla Car): "L'innovation doit favoriser le changement social"» [web] [intro]
«L'image comme moteur de changement social | Charlotte Marchesseault» [web] [intro]

Leadership and Innovation (EN)

«Brenton Caffin - The empathic state» [web] [intro]
«Do Social Innovators Produce Social Change?» [web] [intro]
«Social change at scale -- that's innovation!: Jim Fruchterman» [web] [intro]
«Kanika Gupta - Taking your Ideas into Action» [web] [intro]

Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial 4.0 Internacional








2015/12/11

«Economia Social em Portugal»





«Criar valor todos os dias e em todas as regiões de Portugal é missão de 55 mil organizações do setor da Economia Social.» (União das Misericórdias Portuguesas)





A execução da inovaçao

2015/12/10

«Raízes - Programa de Inovação Social da Fundação Dom Cabral»





«A FDC criou, em 2011, um projeto de desenvolvimento pessoal que tem como objetivo ampliar a visão de mundo dos jovens, ajudando-os a construir e fortalecer os sensos de cidadania e segurança e também uma maior percepção de seus diferentes papéis na sociedade. Adolescentes de 16 a 18 anos, que compõem o quadro administrativo da FDC ou vindos de famílias de baixa renda ou em situação de risco social de comunidades próximas à instituição, participam do projeto.» (Fundação Dom Cabral, FDC)





Uma inovação

2015/12/09

«Robótica e Inovação Social - Entrevista com Prof. Pedro Lima»





«Nessa entrevista com o prof. Pedro Lima, Lisboa, você verá um exemplo excelente de Robótica alinhado a Inovação Social.

»É fácil de se imaginar que projetos que envolvam robótica e inteligência artificial sejam vistos como inovações.

»Mas é importante saber que existe também a inovação social, que são projetos de estrutura inovadora onde o foco é beneficiar as pessoas.

»E quando desenvolve um projeto tecnológico, mais especificamente na área de robótica, com um objetivo social? É isso o que você verá isso no vídeo!

»Talvez a gente ainda não tenha percebido que a realidade da interação com robôs e com a Inteligência Artificial (IA ou AI, em inglês), não é mais um filme de ficção científica. É realidade.

»O projeto que converso no vídeo é um claro exemplo de sinergia entre a universidade e a empresa. Pois, foi uma proposta colaborativa e só atingiu o sucesso, por que cada um dos envolvidos usou sua expertise.

»Você desenvolve projetos / empreendimentos de inovação ou pretende desenvolver?

»Você está numa empresa, numa universidade ou em alguma estrutura governamental de apoio a inovação?

»Utilize o espaço abaixo e deixe o seu comentário, sugestão ou crítica!

»Clique em gostei ou não gostei, assim poderei melhorar cada vez mais.

»Sucesso!

»Nessa entrevista com o prof. Pedro Lima, Lisboa, você verá um exemplo excelente de Robótica alinhado a Inovação Social.» (Nexta Inovação)





Um inovador

2015/12/08

«O Portugal Democrático»





«Na sequência do ciclo de Seminários subordinados ao tema "História Económica e Social", teve lugar no dia 5 de Dezembro, pelas 16 horas no auditório da Escola Superior de Educação, o tema "Portugal Democrático (as grandes transformações sociais, económicas e políticas)", que contou com a participação de Fernando Caeiros e José Lopes Guerreiro nas abordagens de "O Poder Local" e "A Questão da Terra", respectivamente.» (IPBeja TV)





Administração Pública e inovação

2015/11/30

Newsletter L&I, n.º 80 (2015-11-30)




Administração Pública e inovação | Administración Pública e innovación |
Administration Publique et innovation | Public Administration and innovation

Um inovador | Un innovador | Un innovateur | An innovator

Uma inovação | Una innovación | Une innovation | An innovation

A execução da inovaçao | La ejecución de la innovación | L’exécution de l’innovation |
The innovation execution



Liderar Inovando (BR)

«Inovação e setor público: um ator em busca de um papel» [web] [intro]
«Na liderança, presidente do Einstein exalta medicina de valor» [web] [intro]
«Brasil compra inovação russa para proteção de empresas contra ataques cibernéticos» [web] [intro]
«6 descobertas surpreendentes sobre a geração Z no trabalho» [web] [intro]

Liderar Inovando (PT)

Filomeno dos Santos, presidente do Fundo Soberano de Angola: «Angola já passou por períodos difíceis, conseguiu ultrapassar e acreditamos no futuro» [web] [intro]
«Costa vai pôr economistas a estudar o que pode prometer nas eleições de 2015» [web] [intro]
«Guiné-Bissau conhece experiência de governação eletrónica de Cabo Verde» [web] [intro]
«A era dos Aceleradores – o coração dos ecossistemas de empreendedorismo» [web] [intro]

Liderar Innovando (ES)

«Los procesos de privatización sanitaria tienen que ser revisados uno por uno» [web] [intro]
«La Argentina después del cepo» [web] [intro]
«Lecciones de la innovación disruptiva» [web] [intro]
«Recursividad paisa es sinónimo de innovación frugal» [web] [intro]

Mener avec Innovation (FR)

«Brasil Ozônio: Quand le soutien de l’État propulse une entreprise» [web] [intro]
«Une vraie réforme de l'ENA: sa fermeture» [web] [intro]
«Pourquoi l'ENA reste indispensable» [web] [intro]
«Faire de l’argent avec la misère des autres» [web] [intro]

Leadership and Innovation (EN)

Vasundhara Raje, Chief Minister of Rajasthan: «Job creation is the new normal for Indian politics» [web] [intro]
«Bernie Sanders’s New Deal Socialism» [web] [intro]
«Political heavyweights are exiting DC to find a new home in Silicon Valley» [web] [intro]
«How to change the world with $10» [web] [intro]

Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial 4.0 Internacional








2015/11/27

«A era dos Aceleradores – o coração dos ecossistemas de empreendedorismo»



Pedro Rocha Vieira. Negócios



«“O software está a comer o mundo” diz Marc Andreessen, investidor em Silicon Valley, num artigo recente do The Economist. Nos últimos anos houve uma verdadeira revolução nas linguagens de programação e o desenvolvimento de inúmeras soluções.

»A Internet e o software estão por todo o lado, vivemos na era da cloud, da Internet of Things, das redes sociais, das API’s, do open source, das plataformas e do software as a service, da fibra e da globalização das telecomunicações 5G.

»Nunca foi tão fácil criar um novo negócio com potencial de crescer de 0 a infinito em pouco tempo, e nunca foi tão barato desenvolver um produto de base tecnológica.

»Por outro lado, nunca vivemos numa época de tanta incerteza, velocidade e complexidade, em que governos e grandes multinacionais deixaram de ser animais sagrados.

»Quem poderia prever que a Nokia e a Blackberry vendessem as suas unidades móveis por uma miragem daquilo que eram as suas capitalizações bolsistas há poucos anos, e ao mesmo tempo quem poderia prever que a Amazon se tornasse em poucos anos na maior plataforma de e-commerce e o maior servidor de dados do mundo, ou que a Google se tornasse no maior agregador e organizador de informação do mundo, e se confundisse quase com a própria Internet ou navegação?

»Quando pensamos em empresas de sucesso, pensamos imediatamente nos seus fundadores, é difícil imaginar uma Apple sem a associar a Steve Jobs, na Virgin sem pensar em Richard Branson, ou na Google sem se pensar em Sergey Brin e Lary Page. De facto, a qualidade de uma equipa, a sua capacidade de execução são factores determinantes no sucesso de quase todos os bons projetos.

»No entanto, mesmo as grandes equipas não desenvolvem excelentes projetos à primeira tentativa, e aquilo que acaba por ser a solução vingadoura está muito longe daquilo que era a ideia original. A descoberta de um modelo de negócio inovador, e o desenvolvimento de um produto adequado a um mercado é algo que pode ir sendo aperfeiçoado e acelerado.

»Esta ideia, de produt-market fit, está na base do conceito de Lean Start e Customer Development, desenvolvidos por Eric Ries e Steve Blank, e é a doutrina vigente da maior parte dos novos empreendedores a nível mundial, e assenta no conceito de validação de pressupostos, no teste com base na iteração com os clientes, e execução de um produto viável mínimo.

»Da mesma forma que as Universidades técnicas e de gestão preparam gerações de profissionais qualificados e dão ferramentas e bases de trabalho, foi também preciso encontrar um modelo de capacitação de novos empreendedores e processos que permitissem guiar a ação de forma acelerada e eficaz.

Da mesma forma que as Universidades técnicas e de gestão preparam gerações de profissionais qualificados e dão ferramentas e bases de trabalho, foi também preciso encontrar um modelo de capacitação de novos empreendedores e processos que permitissem guiar a ação de forma acelerada e eficaz.

»Em 2007, nasce em Montain View o YCombinator, pela mão de Paul Graham, o primeiro programa de aceleração de startups a nível mundial, onde nasceram a Airbnb, Dropbox, Heroku, OMGPOP, Loopt, Cloudkick, Zecter, Wufoo e Reddit, empresas com uma valor de mercado combinado superior a €4Bi.

»Desde então, programas como TechStars, AngelPad, 500 Startups, SeedCamp, ou Startup BootCamp têm seguido o sucesso do YCombinator, com pequenas variações de modelos.

»Hoje em dia, existem cerca de 2000 programas de aceleração a nível mundial, capacitando milhares de empreendedores, investindo centenas de milhões de euros e criando milhares de novos postos de trabalho.

»Os aceleradores são um processo altamente exigente de seleção de startups com alto potencial, de capacitação através de mentoring, com empreendedores experientes, e focados no desenvolvimento de mercado e de produto a um ritmo acelerado. Os principais programas têm entre 10 e 50 startups por edição, investimento entre os €10.000 e os €100.000, duração média de 3 meses, e terminam com um demo day com apresentação a potenciais investidores.

»Os aceleradores típicos têm como objectivo identificar as melhores startups, acelerar o seu crescimento, validar os melhores e conseguir bons resultados em termos de investimento e vendas do seu portfólio de empresas.

»No entanto, os aceleradores podem cumprir outros objetivos, como a dinamização de ecossistemas locais, regionais ou mesmo nacionais, como é o caso do Startup Chile, do MassChallenge, ou do Startup Brasil.

»As grandes empresas têm encontrado no formato dos aceleradores, uma excelente forma de estarem próximas de novos empreendedores, novas tendências e inovações, e uma ferramenta de marketing e de evangelização das suas comunidades e de novos clientes. A Microsoft Ventures e a Wayra, da Telefónica, são dois dos principais exemplos a nível mundial.

»Empresas como Microsoft, Amazon, Google, Softlayler, Twillio, Paypal, SurveyMonkey, SAP entre muitas outras têm programas para startups e oferecem os seus produtos através dos aceleradores como forma de fidelização de futuros clientes.

»Em Portugal, os aceleradores já são uma realidade, e existem vários exemplos como Startup Pirates, Fábrica de Startups, Building Global Innovators, CoHitec, e Lisbon-Challenge.

»O Lisbon-Challenge em particular é um programa que atrai várias centenas de candidaturas por edição, com cerca de 75% das candidaturas internacionais, de mais de 45 países, e de várias indústrias, como e-commerce, energia, turismo, ou jogos. O Lisbon-Challenge é um programa de 3 meses, com 30 equipas e com um roadshow internacional em Londres, Boston, São Francisco, São Paulo e Tel Aviv.

»Os vencedores do Lisbon-Challenge em 2013, entraram no YCombinator, sendo a primeira startup Portuguesa a consegui-lo. Outras 3 foram investidas pelo SeedCamp e no total das 74 startups participantes na primeira edição, 40% foram investidas e cerca de 200 postos de trabalho criados. Neste momento temos mais uma edição a decorrer, com 30 startups muito promissoras que estarão em Lisboa pelo menos até Julho, altura em que decorre o roadshow de apresentação a investidores, e nos próximos dias lançaremos as candidaturas para mais uma edição.

»Portugal, nomeadamente Lisboa, Porto, Braga e Coimbra, começam a ser um ecossistema empreendedor dinâmico, e a produzir alguns resultados concretos, o que tem merecido o crédito de várias publicações internacionais.

»Os aceleradores são provavelmente o melhor modelo de capacitação de empreendedores e de aceleração de negócios de sucesso, são um motor central na dinamização de qualquer ecossistema empreendedor e uma excelente oportunidade para uma estratégia de inovação aberta das grandes empresas.

»Citando Dave McLure, fundador do 500 Startups, "Prefiro receber $100,000 e ser um case study do que pagar $100,000 para ler case studies."»





A execução da inovaçao

2015/11/26

«Guiné-Bissau conhece experiência de governação eletrónica de Cabo Verde»



Portugal Digital



«Uma delegação da Guiné-Bissau encontra-se em Cabo Verde para conhecer a realidade do país a nível da governação eletrónica, a função pública e administração e identificar, com o governo cabo-verdiano, caminhos para a cooperação entre os dois países.

»A delegação chefiada pelo ministro da Função Pública e Trabalho da Guiné-Bissau, Luís Aníbal Fernandes, que tem agendadas visitas ao Núcleo Operacional para a Sociedade de Informação (NOSI), a Escola da Hotelaria e Turismo de Cabo Verde, (EHTCV), ao Instituto Nacional de Previdencia Social (INPS), à Unidade de Coordenação da Reforma do Estado, entre outras.

»Em declarações a jornalistas após uma visita à Casa do Cidadão, na cidade da Praia, a secretária de Estado da Administração Pública do Território e o Poder Local, Ester Fernandes, que integra a delegação da Guiné-Bissau, avançou que, no cumprimento do programa do Governo bissau-guineense, vai-se proceder à descentralização de algumas regiões e localidades.

No cumprimento do programa do Governo bissau-guineense, vai-se proceder à descentralização de algumas regiões e localidades.

»"Para isso, queremos conhecer as medidas e políticas implementadas no arquipélago cabo-verdianos, uma vez que a experiência de Cabo Verde pode ser muito útil para alcançarmos o nosso objetivo", precisou.

»A governante admitiu que as reformas, inovações e modernizações administrativas no seu país só podem ser executadas com êxito, com o apoio de Cabo Verde que tem experiência no setor, através dos diferentes serviços especializados.

»Por seu turno, o secretário de Estado da Administração Pública de Cabo Verde, Romeu Modesto, adiantou que as delegações dos dois países vão trabalhar, ao longo dos sete dias da visita da comitiva da Guine-Bissau, em áreas estratégicas como a gestão da administração, melhoria do ambiente de negócio e governação eletrónica.

»"Durante essa missão vamos trabalhar no sentido de definirmos quais são as prioridades dentro destes setores prioritários, e montar um plano de ação estruturado, analisar quais serão os recursos necessários para que possamos arrancar com o projeto o mais rápido possível", indicou Romeu Modesto.»





Uma inovação

2015/11/25

«Costa vai pôr economistas a estudar o que pode prometer nas eleições de 2015»



Bruno Simões. Negócios



«O candidato a primeiro-ministro do PS vai encomendar a "uma equipa de economistas" a elaboração do quadro macroeconómico que vai servir de base ao programa de Governo – que, avisa António Costa, não é a Agenda para a Década. Essa vai agora ser melhorada.

»O programa de Governo com que António Costa se vai apresentar às eleições legislativas de 2015 deverá ser apresentado na Primavera do próximo ano, anunciou esta sexta-feira o candidato do PS a primeiro-ministro. Vai ser elaborado com base em contributos da sociedade civil, vai inspirar-se na Agenda para a Década hoje divulgada, e também vai estar balizado, nos seus objectivos políticos e metas orçamentais, na análise de uma equipa de economistas que será contratada para o efeito.

»"Começaremos por encomendar a uma equipa de economistas a elaboração do quadro macroeconómico que balizará a elaboração do programa do Governo", quer "nos limites" quer também "nas prioridades de política", uma vez que "a acção política tem influência na economia", explicou António Costa. Tudo isso porque "a credibilidade do programa de Governo tem de assentar num cenário macroeconómico fiável" e é essencial que exista uma "definição da estratégia plurianual que dê suporte efectivo" a esse cenário.

»Costa discursou em Coimbra, na apresentação dos documentos que levará ao congresso de 29 e 30 deste mês: a moção ao congresso, a Agenda para a Década e as propostas de alteração dos estatutos.

»A elaboração de um orçamento plurianual é uma das inovações do candidato a primeiro-ministro contida na Agenda para a Década. Mas atenção, esse documento não é o programa de Governo. É sim "o contributo do PS para ser desenvolvido pelos parceiros e organismos sociais" bem como "pelas universidades", "organizações cívicas e movimentos de cidadãos", e é ainda uma "base para concertação aberta a outras forças políticas", garante Costa.

A elaboração de um orçamento plurianual é uma das inovações do candidato a primeiro-ministro contida na Agenda para a Década. Mas atenção, esse documento não é o programa de Governo. É sim "o contributo do PS para ser desenvolvido pelos parceiros e organismos sociais" bem como "pelas universidades", "organizações cívicas e movimentos de cidadãos", e é ainda uma "base para concertação aberta a outras forças políticas", garante Costa.

»"Não é nem o programa do próximo Governo nem o caderno reivindicativo de qualquer um destes parceiros", esclareceu o também presidente da câmara de Lisboa. Porém, "sendo o contributo do PS, não é um contributo neutro, é um contributo enraizado nos nossos valores, e não deixará de inspirar o programa da próxima legislatura, que elaboraremos em coerência com esta visão para o país", promete.

»A estratégia de governação dos socialistas, diz Costa, tem "de superar a tradicional elaboração de programas políticos. Para assegurar o que queremos assegurar é necessário garantir transversalidade dos objectivos, em quatro grandes pilares de medidas de acção: valorizar recursos, modernizar a actividade económica e o Estado", investir em cultura e ciência e "valorizar a coesão social". Precisamente os objectivos da Agenda para a Década.


»Maioria não exclui consensos

»Costa reforçou uma ideia que consta da sua moção ao congresso: apesar de apontar à maioria absoluta, o candidato diz que isso não fecha a porta a outros entendimentos. "Ganhar as eleições com maioria absoluta é condição essencial para a formação de um Governo estável e coerente", com "força política para se bater na União Europeia" e "capaz de conduzir acção uma politica consistente", começou por dizer.

»Mas "para não se alimentarem tabus nem equívocos, consideramos que a maioria absoluta é necessária mas não é condição suficiente". Também é necessária "concertação e acordos alargados. Seremos uma maioria plural, aberta e promotora do diálogo político e social", promete.

»O PS também recusa "o conceito de arco da governação como critério de exclusão das esquerdas à esquerda do PS das suas responsabilidades de também contribuírem no Parlamento" com soluções. "Registamos como positiva a emergência de novos movimentos políticos que procuram quebrar o sectarismo anti-PS que bloqueia o diálogo", acrescentou, numa referência indirecta ao Livre.

»Para Costa, a democracia "só se enriquece" se houver uma política alternativa no próximo ano. O actual Governo é "fracassado, esgotado e incapaz". É "um Governo que abusou da austeridade muito para além da própria troika, que cortou nos salários de quem trabalha e nas pensões de quem fez descontos ao longo de toda a vida".»





Um inovador