2014/08/29

Projeto RUR@L INOV - Inovar em Meio Rural (Inquérito à inovação nas áreas rurais portuguesas)



Projeto RUR@L INOV - Inovar em Meio Rural (Inquérito à inovação nas áreas rurais portuguesas)
Gabinete de Planeamento e Políticas (GPP) do Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (MAMAOT)
Portugal


«O objetivo central do Projeto RUR@L INOV (Inovar em Meio Rural) é conhecer as inovações que são desenvolvidas e implementadas por diferentes tipos de organizações nas áreas rurais Portuguesas. O projeto visa identificar e descrever os processos de inovação e caracterizar o perfil das organizações e dos inovadores, bem como da sua envolvente. O RUR@L INOV é coordenado pela UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro) desenvolvido em parceria com a DGADR (Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural). É financiado pelo Programa da Rede Rural Nacional (PRRN).»





2014/08/28

Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas (SIALM)



Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas (SIALM)
Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional (IFDR)
via IAPMEI (Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação)
Portugal


«Inserido nas medidas previstas no âmbito do Programa Valorizar, criado através da Resolução de Conselho de Ministros nº 7/2013 de 29 de Janeiro, foi aprovado o Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas. Este sistema, implementado no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) através dos Programas Operacionais Regionais Norte, Centro, Alentejo e Algarve, visa criar um sistema de incentivos direcionado para territórios com problemas de interioridade, com o objetivo, nomeadamente, da criação ou fixação de emprego pelo estímulo da iniciativa local e a dinamização económica e social de comunidades locais.Serão susceptíveis de apoio os projetos de desenvolvimento de micro empresas que envolvam a realização de investimento e a criação de postos de trabalho, nos termos e condições do respectivo regulamento aprovado pela Portaria nº 68/2013 de 15 de Fevereiro. Criado com o objetivo de apoiar exclusivamente as microempresas já existentes, situadas em territórios de baixa densidade com problemas de interioridade, enquanto territórios com menores oportunidades de desenvolvimento, o SIALM atua de forma integrada, apoiando a realização de investimento e a criação líquida de postos de trabalho.»






2014/08/27

Elevada proporção de PME’s e inexistência de capacidades empreendedoras suficientes



Elevada proporção de PME’s e inexistência de capacidades empreendedoras suficientes
Estudo da AEP (Associação Empresarial de Portugal) para o Posicionamento Estratégico e constituição de Fundo de Apoio ao Empreendedorismo
Portugal


«De acordo com estudos e dados de base a atividade empreendedora em Portugal caracteriza-se por uma densidade de microempresas (com menos de dez empregados) e de PME’s acima da média dos países desenvolvidos. No entanto, os níveis de empreendedorismo, medidos pela percentagem de indivíduos na população ativa que são business owners ou se encontram envolvidos no processo de criação de novas empresas, são inferiores aos desses países. A par desta evidência constata-se, também, que a entrada dos indivíduos na atividade empresarial é feita maioritariamente por via da entrada em empresas existentes, ou por via da criação de empresas baseadas na repetição e semelhança por atividades apreendidas na qualidade de trabalhadores noutras empresas. Esta situação origina um tecido empresarial de elevada proporção de PME’s, em que a inexistência de capacidades empreendedoras suficientes explica em parte uma fraca correlação com o crescimento económico, revelando défices de renovação e reestruturação do tecido empresarial.»






2014/08/26

Centro de Empresas e Inovação da Madeira (CEIM / BIC Madeira)



Centro de Empresas e Inovação da Madeira (CEIM / BIC Madeira)
Vice-Presidência do Governo Regional da Região Autónoma da Madeira
Madeira


«O CEIM tem como objetivo apoiar a implementação de projetos empresariais na Região Autónoma da Madeira, servindo como mecanismo de estímulo ao empreendedorismo, à inovação e à proteção do conhecimento. Criado em 1997 e atualmente sob a tutela da Vice-Presidência do Governo Regional, é a entidade responsável na Madeira pela aplicação do "Programa de Centros Europeus de Empresas e Inovação - Business Innovation Centres". O CEIM atua assim como parceiro estratégico, auxiliando na criação de condições favoráveis que permitam impulsionar o surgimento de micro e de pequenas empresas.»





2014/08/25

«Newsletter L&I» (n.º 18, 2014-08-25)



Setores estratégicos (Brasil)

Financiamento Reembolsável [web] [intro]

Programa Nacional de Plataformas do Conhecimento (PNPC): «Programa do governo pretende estimular a inovação e o desenvolvimento» [web] [intro]

Zich Moysés Junior, Diretor do Complexo Industrial do Ministério da Saúde: «A saúde é o setor mais associado à inovação depois da indústria da defesa» [web] [intro]

Plano Inova Empresa [web] [intro]



Sectores estratégicos (Portugal, África lusófona)

Programa Director de Inovação, Competitividade e Empreendedorismo (PD-ICE) para a Associação de Desenvolvimento do Ceira e Dueça (DUECEIRA) [web] [intro]

Habitat de Inovação Empresarial em Sectores Estratégicos – HIESE [web] [intro]

Setores estratégicos da cidade de Lisboa [web] [intro]

Projeto Alvos Estratégicos (PAE) [web] [intro]



Sectores estratégicos

MITTIC (Modernización e Innovación Tecnológica con base TIC) [web] [intro]

«La CEA considera que la minería en Andalucía es un sector estratégico para la recuperación económica» [web] [intro]

Sectores estratégicos del Estado español y Ministerios/Organismos del sistema competentes [web] [intro]

Programa Estratégico de Consorcios de Investigación Empresarial Nacional (CIEN) del Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI) [web] [intro]



Secteurs stratégiques

«L’éducation : un secteur stratégique» (Lettre du SG du SATEF à Mme la ministre de l'éducation) [web] [intro]

«La Mer, un secteur stratégique pour la France: Une nouvelle stratégie pour les ports français» [web] [intro]

Secteurs-clés dans le Luxembourg [web] [intro]

Éthiopie - le tourisme, clé du développement [web] [intro]



Key sectors

«Retail & wholesale: key sectors for the European economy» [web] [intro]

«The EU pharmaceutical industry is of strategic importance to the European economy» [web] [intro]

Investing in top sectors - Government of the Netherlands [web] [intro]

Japan Science and Technology Agency (JST) - Strategic Basic Research Programs: CREST [web] [intro]





Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial
4.0 Internacional








2014/08/22

Projeto Alvos Estratégicos (PAE)



Projeto Alvos Estratégicos (PAE)
Portugal


«O Projeto Alvos Estratégicos (PAE) é um projeto de cooperação empresarial em rede liderado pela Inova-Ria e que está a desenvolver uma série de atividades de benchmarking, missões empresariais e estudos de mercado com foco nos mais importantes clusters e mercados TICE internacionais. Os principais objetivos do projeto são: promover a coopetição entre empresas do setor; desenvolver a ligação entre estas empresas com empresas de consultoria, para fortalecer a componente de gestão; criar uma rede de empresas tecnológicas e de gestão que cooperem tendo como principal referência as necessidades e oportunidades dos setores / clusters relevantes da economia; reforçar a ligação do setor TICE com os setores / clusters relevantes da Economia; incrementar a internacionalização do setor das Tecnologias de Informação e Conhecimento Eletrónica (TICE).»





2014/08/21

Setores estratégicos da cidade de Lisboa



Setores estratégicos da cidade de Lisboa
Portugal


«A Câmara Municipal de Lisboa pretende que os setores estratégicos para a cidade se consolidem e renovem continuamente, garantindo a disseminação de conhecimento e “know-how”. O ambiente cosmopolita e multicultural de Lisboa, a sua grande recetividade à inovação tecnológica e às tecnologias de informação e comunicação (TIC's) e a sua mão-de-obra competitiva e altamente qualificada, são características propícias ao desenvolvimento de uma economia criativa na cidade, contribuindo igualmente para dinamizar os setores do comércio e do turismo. O rio e a proximidade ao mar são fatores que propiciam a existência de uma economia do mar, a investigação aplicada e a atração de eventos e atividades náuticas na cidade. É grande a diversidade de visitantes e turistas de diferentes origens e segmentos socioeconómicos que visitam Lisboa, atraídos pelas suas especificidades, e uma das áreas que apresenta também potencial crescente é o turismo da saúde, não só pelas atuais tendências demográficas, mas pela relevância da indústria da saúde e do bem-estar em Lisboa.»






2014/08/20

Habitat de Inovação Empresarial em Sectores Estratégicos – HIESE



Habitat de Inovação Empresarial em Sectores Estratégicos – HIESE
Portugal


«Habitat de Inovação Empresarial em Sectores Estratégicos – HIESE pretende, como o nome indica, incentivar a criação e o funcionamento de empresas que explorem e dinamizem os sectores estratégicos de Penela, tais como os seus produtos endógenos (queijo do Rabaçal, vinho das Terras-de-Sicó, mel, noz, azeite, produção animal), a experimentação de energias renováveis e a floresta.» A abertura de concurso público do HIESE foi aprovada no 17 de Janeiro de 2011.






2014/08/19

Programa Director de Inovação, Competitividade e Empreendedorismo (PD-ICE) para a Associação de Desenvolvimento do Ceira e Dueça (DUECEIRA)



Programa Director de Inovação, Competitividade e Empreendedorismo (PD-ICE) para a Associação de Desenvolvimento do Ceira e Dueça (DUECEIRA)
Portugal


«A Visão estratégica para a Inovação, Competitividade e Empreendedorismo do território da DUECEIRA desdobra-se depois e suporta-se em três linhas de orientação estratégica: Reforçar o capital social, investindo na educação e qualificação como factores de competitividade [...] Consolidar funções diferenciadas e diferenciadoras que valorizem a floresta enquanto sector económico de interesse estratégico [...] Planear o desenvolvimento sustentado dos sectores estratégicos com base nos recursos e na identidade local, promovendo a cooperação e as parcerias entre agentes de desenvolvimento local e instituições de Investigação e Desenvolvimento (I&D), considerando como sectores estratégicos e prioritários as indústrias associadas aos produtos endógenos e ao turismo.»





2014/08/18

«Newsletter L&I» (n.º 17, 2014-08-18)



Base da pirâmide (Brasil)

Remya Jose, 14 anos. Ela é a inventora da máquina washing-cum-exercise [web] [intro]

Stuart Hart analisa a evolução do conceito de negócios para a base da pirâmide [web] [intro]

«Lucrar é sobreviver. O conceito de Inovação Social e geração de valor distribuído» [web] [intro]

«Qual o time dos sonhos da inovação?» [web] [intro]



Base da pirâmide (Portugal, África lusófona)

Action Tank Portugal [web] [intro]

Fundação Lusitânia está a apostar nas Zonas Especiais de Economia Social de Mercado (ZEESM) porque acredita que «é bom negócio combater a pobreza» e que «criar riqueza» é mais importante do que «fazer dinheiro» [web] [intro]

«Chineses querem comprar todo o projeto de Oecussi (Timor-Leste)» [web] [intro]

ACEGIS – Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social [web] [intro]



Base de la pirámide

Innovación en el acceso a servicios básicos [web] [intro]

Socialab [web] [intro]

15 proyectos sociales seleccionados por UnLtd para el programa GameChangers 2014 [web] [intro]

CAD – Centro de Alianzas para el Desarrollo [web] [intro]



Base de la pyramide

OOLUX [web] [intro]

Arnaud Mourot, directeur d'Ashoka France, Belgique et Suisse: «Transformons les problèmes sociaux en opportunités» [web] [intro]

«Schneider Electric a formé plus de 50 000 personnes aux métiers de l’énergie dans le cadre de son programme d’accès à l’énergie BipBop (Business, Innovation, People at the Base Of the Pyramid)» [web] [intro]

«Le cas Danone, ou comment l’innovation sociale peut aider une multinationale à se réinventer»: Danone communities [web] [intro]



Base of the pyramid

The Poorest Four Billion Matter To Business [web] [intro]

Key lessons from three pilots for pro-poor innovation. BoP Innovation Cycle - The process of innovation to create inclusive business [web] [intro]

«Youth Teach Kids A Lesson on joy of giving»: Dhakshina [web] [intro]

«5 Insights From Social Entrepreneurs On How Business Can Lift People Out Of Poverty» [web] [intro]





Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial
4.0 Internacional








2014/08/15

ACEGIS – Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social



ACEGIS – Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social
Portugal


«ACEGIS é uma organização sem fins-lucrativos que visa promover a cidadania, a igualdade, o empreendedorismo e a inovação nas organizações do terceiro sector, na construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva, de forma alcançar o desenvolvimento social e económico. A ACEGIS tem vindo a focar a sua intervenção numa abordagem sistémica de investigação-formação-ação, numa lógica de cooperação estratégica institucional, entre organizações do sector público, privado e cooperativo.»





2014/08/14

«Chineses querem comprar todo o projeto de Oecussi (Timor-Leste)»



«Chineses querem comprar todo o projeto de Oecussi (Timor-Leste)»
Blog Lusofonias, António Sampai
Azores, Portugal


«Mas afinal o que é que vai ser a ZEESM? “O objetivo central é o combate à pobreza. Mas todos agora falam de combater a pobreza sem que o modelo de desenvolvimento nos leve a isso. Porque não há inclusão, porque não há uma genuína participação dos cidadãos. Há simplesmente desenvolvimento industrial ou zonas de livre mercado. É o que tem acontecido em todas as zonas especiais. E que dá como resultado a marginalização da maioria”, explica o ex-chefe de Governo. “O conceito de economia social de mercado parte do princípio de que a componente social deve ser considerada, central, mas não fugindo da dinâmica do mercado. Porque é o mercado que vai criar o desenvolvimento”, sublinha. Neste caso, insiste, o objetivo é implementar projetos numa gama variada de setores – que incluem habitação, infraestruturas públicas, zonas industriais, comerciais, turísticas, desenvolvimento industrial e agrícola, investigação e outras – onde “todo e qualquer cidadão seja um participante no processo de trabalho e um beneficiário nos resultados”. “Não só porque é remunerado mas porque pode ter retornos financeiros, económicos e sociais, que em última análise ampliam o mercado. Cria-se mais poder de compra, melhora-se a qualidade de vida das pessoas. Its a ‘win-win’ solution”, refere.»






2014/08/13

Fundação Lusitânia está a apostar nas Zonas Especiais de Economia Social de Mercado (ZEESM) porque acredita que «é bom negócio combater a pobreza» e que «criar riqueza» é mais importante do que «fazer dinheiro»



Fundação Lusitânia está a apostar nas Zonas Especiais de Economia Social de Mercado (ZEESM) porque acredita que «é bom negócio combater a pobreza» e que «criar riqueza» é mais importante do que «fazer dinheiro»
Fundação Lusitânia via Diário Digital
Portugal


«Em entrevista à Lusa, Rogério Matos e Guimarães, presidente da fundação sem fins lucrativos que vai criar, em 2014, duas ZEESM, uma em Cabo Verde (Tarrafal) e outra em Timor-Leste (Oecussi), sublinha que um “global e sustentado combate à pobreza” não é contraditório com modelos económicos competitivos e concorrenciais. “A economia é uma ciência social, as pessoas esquecem-se disso”, observa, recordando que, nos últimos anos, se evoluiu “anormalmente” do ponto de vista técnico e científico, mas com “sérios retrocessos” sociais e humanos. Considerando que é “extremamente redutor” ver as pessoas “como números”, com “uma hora para entrar e uma hora para sair”, num “processo repetitivo e não criativo”, Rogério Guimarães contrapõe que as pessoas são “parte da solução” e devem ter “as ferramentas para serem autossuficientes”. É isso que a Fundação Lusitânia propõe com as ZEESM, áreas com autonomia fiscal, administrativa e jurídica, que garantem “um ambiente seguro para o início de um processo produtivo sustentado, em que o ser humano é o centro”, explica.»






2014/08/12

Action Tank Portugal



Action Tank Portugal
Portugal


«O Action Tank Portugal (ATP) é uma Aliança informal de entidades do setor empresarial que visa desenvolver projetos experimentais (de negócio inclusivo e social business) numa base de colaboração e cocriação para a criação de negócios em Portugal. [...] é possível desenvolver atividades económicas que tenham um objetivo social e criar novas formas de parcerias cujas metas sejam não o retorno do investimento mas sim, o impacte social. Missão: Contribuir para a inclusão social através de uma abordagem assente em novos modelos e iniciativas empresariais, designadamente nos conceitos de negócio inclusivo, negócio social e empreendedorismo social.»





2014/08/11

«Newsletter L&I» (n.º 16, 2014-08-11)



Mitos e inovação (Brasil)

Os mitos sobre inovação que atrapalham a criatividade [web] [L&I]

Falsos dilemas nas metas de inovação [web] [L&I]

O mito da inovação na cultura empreendedora brasileira [web] [L&I]

Inovação raramente é uma invenção [web] [L&I]



Mitos e inovação (Portugal, África lusófona)

[Ignite#5Tecnológico], Bruno Silva, "Inovação & Tecnologia: Mitos e Considerações" [web] [L&I]

Somos treinados desde cedo a não inovar [web] [L&I]

Punir o erro inibe a inovação [web] [L&I]

Não te deixes levar pelos coros de igreja! [web] [L&I]



Mitos e innovación

Innovación educativa. El mito de la edad [web] [L&I]

Innovación - conceptos, proceso, mitos y realidades [web] [L&I]

The Social Commerce ¿Mito o Realidad? [web] [L&I]

Y la innovación era esto... vivir, simplemente [web] [L&I]



Mythe et innovation

Le mythe de la startup [web] [L&I]

Luc Ferry - L'innovation destructrice [web] [L&I]

Peut-on encore innover dans le management ? [web] [L&I]

L'innovation n'est pas seulement technique [web] [L&I]



Myths and innovation

Mohan Sawhney on Innovation Myths [web] [L&I]

PJ on the Eve of Unnovation [web] [L&I]

Market Opportunity & Innovation: Debunking the Innovation Myth [web] [L&I]

Innovation Isn't 'Creativity,' It's a Discipline You Manage [web] [L&I]





Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial
4.0 Internacional








2014/08/04

«Newsletter L&I» (n.º 15, 2014-08-04)



Mapas de inovação (Brasil)

Rede de mapeamento genético de doadores de medula óssea - Rede Brasil de Imunogenética (RBI) [web] [intro]

MapaStartUp [web] [intro]

Mapeamento de laboratórios e núcleos de pesquisa na Universidade Federal Fluminense (UFF) [web] [intro]

Diálogos Setoriais União Européia Brasil: Design Social como ferramenta criativa de transformação [web] [intro]



Mapas de inovação (Portugal, África lusófona)

Arquitetos pelo Mundo: mapeo colaborativo de arquitectos emigrantes [web] [intro]

Mapeamento, Memória, Política - Exposição de Luís Palma [web] [intro]

Mapeamento de Serviços de Inovação fornecidos por Universidades a Empresas [web] [intro]

ECOPHARMAP - Ecofarmacovigilância de cinco medicamentos relevantes: mapas de contaminação em Portugal [web] [intro]



Mapas de innovación

Mapeo Integral del Genoma del Salmón del Atlántico [web] [intro]

La Fábrica de los Sueños - Colección 2015 en el 50 aniversario de Pronovias. Mapping 3D de Eikonos Servicios Audiovisuales para el desfile de presentación [web] [intro]

Incubadora de Empresas para Emprendimientos Innovadores en el Departamento de Maldonado (Uruguay) [web] [intro]

OpenStreetMap - OpenStreetMap España [web] [intro]



Cartes d'innovation

Carte complète enseignement supérieur, recherche et innovation en France [web] [intro]

Initiation au Mind Mapping des Femmes Chefs d’Entreprises des Pyrénées Atlantiques [web] [intro]

Usages pédagogiques du Mindmapping dans l’éducation [web] [intro]

Kaledo® V4R1, la nouvelle version de la suite logicielle de création textile de Lectra [web] [intro]



Innovation maps

A revolutionary new dynamic picture of the brain by the BRAIN Initiative (Brain Research through Advancing Innovative Neurotechnologies) [web] [intro]

The Global Poverty Mapping Project [web] [intro]

IPPSI: Knowledge Innovation Mapping (KIEM) [web] [intro]

Mapping Innovation in American Regions [web] [intro]





Licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Atribución-NoComercial
4.0 Internacional








2014/08/01

ECOPHARMAP - Ecofarmacovigilância de cinco medicamentos relevantes: mapas de contaminação em Portugal



ECOPHARMAP - Ecofarmacovigilância de cinco medicamentos relevantes: mapas de contaminação em Portugal
Centro de Estudos Farmacêuticos da Universidade de Coimbra
via Ciência Hoje
Portugal




ECOPHARMAP é «o primeiro estudo integrado nacional para o mapeamento de fármacos no ambiente, a fim de dar cumprimento ao disposto na Directiva 2013/39/EU, que exige a avaliação dos riscos potenciais para o ambiente dos medicamentos e a implementação de medidas para mitigar danos, realizado por uma equipa de investigadores da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra (FFUC), revelou a presença de resíduos de vários medicamentos em águas de Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETARs) de Portugal (afluentes e efluentes).»